27 de fev de 2009

Ubuntu 9.04 Jaunty Jackalope Alpha 5

Acaba de sair o Ubuntu 9.05 Jaunty Jackalope Alpha 5, o penúltimo Alpha da série que tem a versão final prevista para dia 23 de Abril desde ano. Lembrando que por ser uma versão alpha não é encorajado em uma máquina de produção. O que há:
  • Atualizações de vários pacotes
  • X.Org server 1.6: estará disponível no Jaunty No curto prazo, isso poderá causar instabilidade para alguns usuários, enquanto o uso de driver de vídeo proprietário.
  • Tamanho de fonte otimizada: Os dpi serão baseados na capacidade do monitor. O padrão é 96 dpi, mas pode ser mudado em Sistema –> Aparência –> Fontes –> Detalhes…
  • Novo sistema de notificação, como já disse aqui e mostrado aqui. Exemplos de notificação, aqui.
  • Linux kernel 2.6.28

Ubuntu:

i386 ISO Alternate
i386 ISO Desktop
Server i386 ISO
i386 Torrent Alternate
i386 Torrent Desktop
Server i386 torrent
AMD65 ISO Alternate
AMD65 ISO Desktop
Server ADM65 Torrent
AMD65 Torrent lternate
AMD65 Torrent Desktop
Server AMD65 Torrent

Para baixar outras versões: Kubuntu, Edubuntu, Xubuntu, Edubuntu, Ubuntu Netbook Remix e Ubuntu MID e Ubuntu ARM.

Leia mais...

Fonte: http://andregondim.eti.br

Um abraço e até a próxima.

25 de fev de 2009

Verificador online da nossa nova lingua Portuguesa

Desde 1º de janeiro de 2009 entrou em vigor no Brasil a nova grafia do português, definida pelo Acordo Ortográfico de 1990. O trema foi extinto, algumas palavras perderam acentos e as regras do hífen mudaram. Agora é preciso aprender a escrever do jeito novo. O site UmPortugues.com foi criado para ajudar nesta tarefa, trazendo textos e ferramentas que auxiliam no aprendizado da grafia.


Link: http://umportugues.com/

Mas, se você usa o Firefox, podes utilizar o Vero.

Um abraço e até a próxima!

19 de fev de 2009

O Tux pode ser seu!!!

Isso mesmo! O nome do produto é Tux Droid. Trata-se de um gadget muito especial, com conexão sem fio ao seu pc.
Funciona com um emissor de rádio na freqüência de 2.4GhZ no formato de peixe chamado Fux, um peixe ligado a porta USB no computador. O TuxDroid funciona para 3 funções diferentes:
  • Entrada de Audio e Saída de Audio – ele permite você conectar um headphone ou microfone para a saídade de som ou a entrada.
  • Ferramenta de entrada de dados no padrão HID (Human Interface Device) com 3 botões diferentes sendo 1 na cabeça e 2 debaixo das nadadeiras.
Veja algumas coisas que ele pode fazer:
  • Ele dança quando você recebe um email
  • Programa Tux Droid para segurança no formato de cão de guarda
  • Programa Tux Droid para relógio despertador
  • Programe o Tux Droid para ser um controle remoto do seu computador
  • Utilize o Tux Droid como telefone sem fio VoIP
  • Ele lê RSS em varios idiomas, incluso português
  • E muito mais....
Assista o vídeo dele em funcionamento:

Segue uma fotinho do bicho:
Pena que é meio carinho: U$149,00 em http://www.kysoh.com.

Fontes: Google e www.kysoh.com

Um abraço e até a próxima!

18 de fev de 2009

Análise do Debian 5.0 “Lenny”

A Linux Magazine postou uma análise muito boa do novíssimo Debian Lenny. Vale a pena conferir!

Em nosso teste usamos o CD de instalação via rede (ou netinst), um único CD que permite instalar todo o sistema operacional, mas contém apenas a quantidade mínima de software para começar a instalação e obter os outros pacotes pela Internet. Como os servidores do projeto Debian estão atualmente bastante sobrecarregados, a melhor maneira de obter a imagem do CD é recorrer ao bom e velho BitTottent, cujo arquivo .torrent pode ser obtido aqui. Com uma conexão banda larga comum, a imagem do CD (que tem apenas 150 MB) pode ser baixada em alguns minutos.

Leia mais...

Fonte: http://linuxmagazine.uol.com.br

Um abraço e até a próxima!

17 de fev de 2009

Atualizando a BIOS pelo Linux

Segue mais uma dica do GDH:
Atualizar o BIOS para muita gente é necessidade, por incompatibilidade com hardware ou qualquer outro tipo de defeito. Para outros, é somente um esporte, querendo ficar sempre com as novas versões em seu computador. Porém, que tem somente Linux instalado sofre um pouco com a falta de aplicativos para fazer a criação do disquete de boot com sistema DOS e consequentemente, atualizar seu BIOS. Aprenda nesta dica a fazer este processo com disquete, CD ou com seu próprio HD
.
Leia mais...

Fonte: www.guiadohardware.net


Um abraço e até a próxima!

16 de fev de 2009

Jogos no Linux pelo Wine! (Directx 9.0c)

Nerdiando pelo Forum GDH, achei uma postagem muito boa sobre jogos via Wine, utilizando directX 9.0c. Vários jogos sendo portados pelo Wine com ótima performance.

Segue um trechinho e o link para o resto do post:


Tutorial versão 2.0 - Changelog

  • Instruções de como instalar o Fallout 1 e 2 no Linux pelo Wine!
  • Instruções de como instalar o Age of Empires II e The Conquerors no Linux pelo Wine!
  • Novo vídeo do Counter-Strike 1.6 rodando no Linux pelo Wine, postado no Youtube!
  • Novos screenshots do Half-Life 2.
  • Novos screenshots do Counter-Strike 1.6.
  • Novos screenshots do Fallout.
  • Novos screenshots do Age of Empires II : The Age of Kings.
  • Novos screenshots do Ageo of Empires II : The Conquerors.
  • Atualizada a configuração da máquina de testes.
  • Adicionado novo metódo de instalação dos drivers da NVIDIA e ATI no Kurumin NG.
  • Revisado o metódo de instalação dos drivers da NVIDIA e ATI no Ubuntu/Kubuntu.
  • Adicionado novo metódo de instalação do Wine no Ubuntu.
  • Alterado texto da introdução.
  • Adicionada sessão "Como resolver meus problemas?"
  • Diversas correções gramaticais, principalmente de concordância em número e genêro.
  • Removido o comando --enable-opengl da compilação do Wine. (Marcado como "deprecated")
  • Adicionada novas dicas de compilação do Hqxriven. (Obrigado!)
Índice

1. Introdução
2. Como o tutorial foi feito?
3. Instalando os drivers de vídeo
4. Instalando o Wine
5. Instalando o DirectX
6. Instalando o Steam
7. Rodando o Steam
8. Screenshots
9. Considerações finais

9.1 Agradecimentos
9.2 Fontes

Leia mais...

Fonte: www.guiadohardware.net

Um abraço e até a próxima!

14 de fev de 2009

3G Ubuntu 8.10 x Gerenciador de redes!

Muita gente se surpreendeu quando instalou o Ubuntu 8.10 e o seu gerenciador de redes reconheceu os modens 3G, estabelecendo a conexão de forma facílima.
Mas a alegria durou pouco. Uma atualização, que até hoje eu não sabia qual era, bugou o gerenciador fazendo com que ele não mais reconhecesse os modems 3G como deveria e então, a conexão não mais podendo ser efetuada por ele. Então voltamos a usar o Gnome-ppp.

O gerenciador de redes ficava assim:
E esse banda larga movel CDMA não era possível remover.

A solução:

O usuário brochas99, do Ubuntu-br, postou uma solução! Que é fazer o downgrade do pacote. E funciona.

Digite no terminal:
sudo apt-get install hal-info=20081013-0ubuntu3

Reinicie e terás o gerenciador de redes como da instalação do sistema.
O único inconveniente é o gerenciador de atualizações ficar pedindo para atualizar este pacote. Mas estou procurando uma forma de negar a atualização específica.

***Ainda em tempo:
O usuário clcampos do Ubuntu-br postou uma solução:
No texto Gerenciamento de pacotes com o APT tem a dica 2. Prender versão do pacote que explica como evitar a atualização de um pacote.

Fonte: http://ubuntuforum-br.org

Um abraço e até a próxima.

13 de fev de 2009

AMSN 0.98 - suporte a áudio e vídeo

Dica publicada pelo usuário Edes do Viva o Linux, ensina como instalar suporte de áudio e vídeo para o aMSN 0.98.

Cliquem no link abaixo para visualizar:
aMSN 0.98 com suporte a áudio e vídeo, pronto para vídeo e chamada

Um abraço e até a próxima!

12 de fev de 2009

Unindo partições com o mhddfs

Artigo muito interessante publicado no Dicas-L, por André Luiz Facina.


Segue na íntegra:

Imagine que você possui três HDs, nos tamanhos de 80, 40 e 60 Gb. Imagine agora que você precise de um lugar para armazenar suas músicas, mas não quer simplesmente criar uma pasta em cada disco, até porque esse método seria muito cansativo para se administrar. Então iremos criar um tipo de RAID, e com isso criamos uma única partição (virtual) com a soma dos espaços livres dos três discos. Detalhe, tudo isso sem destruir os dados que já estão nos discos, e o mais interessante, tudo isso com apenas um comando :-)

Descobri essa solução utilizando o mhddfs, que é um módulo do FUSE. O mhddfs permite agrupar pequenas partições em uma única partição virtual, que irá conter todos os arquivos de todas partições membras.

Instalação

A distribuição utilizada foi o Debian Lenny.

# apt-get install mhddfs

Utilização

Vamos dizer que você tenha três discos montados em /media/disco1, /media/disco2, /media/disco3, então você terá algo semelhante a isso:

  # df -h

Filesystem Size Used Avail Use% Mounted on

/dev/sda1 80G 50G 30G 63% /media/disco1
/dev/sdb1 40G 35G 5G 88% /media/disco2
/dev/sdc1 60G 10G 50G 17% /media/disco3

Depois de instalado o mhddfs, vamos criar um novo ponto de montagem, vamos chamá-lo de /mnt/virtual, que irá conter a concatenação de todas as unidades. E em seguida vamos executar o comando mhddfs seguido dos três diretórios(onde estão montados as três partições) e do ponto onde serão montados.

 
# mkdir /mnt/virtual
# mhddfs /media/disco1,/media/disco2,/media/disco3 /mnt/virtual -o allow_other

option: allow_other (1)
mhddfs: directory '/media/disco1' added to list
mhddfs: directory '/media/disco2' added to list
mhddfs: directory '/media/disco3' added to list
mhddfs: move size limit 4294967296 bytes
mhddfs: mount point '/mnt/virtual'

A opção -o allow_other, permite que o /mnt/virtual seja visível para outros usuários, e não apenas ao usuário que o criou.

Digite novamente o comando df -h e observe que foi criando mais um ponto de montagem.

 
# df -h

Filesystem Size Used Avail Use% Mounted on
...
/dev/sda1 80G 50G 30G 63% /media/disco1
/dev/sdb1 40G 35G 5G 88% /media/disco2
/dev/sdc1 60G 10G 50G 17% /media/disco3
mhddfs 180G 95G 85G 53% /mnt/virtual

Observe a inteligencia dessa ferramenta, ela criou uma concatenação dos três discos, calculou o tamanho total das unidades juntas (180G), somou o espaço já utilizado (95G), e ainda trouxe o tamanho do espaço livre (85G). Se você entrar em /mnt/virtual perceberá que todos os arquivos provenientes das três unidades se encontram no mesmo lugar.

Mas e se você tentar adicionar novos arquivos em /mnt/virtual?

Quando você cria um novo arquivo em /mnt/virtual, o mhddfs vai olhar para o espaço livre, que permanece em cada uma das unidades. Se a primeira unidade tem espaço livre suficiente, o arquivo será criado nela. Caso contrário, se a unidade está com pouco espaço (tem menos que especificado pelo mlimit opção do mhddfs, que o padrão é de 4 GB), a segunda unidade será utilizado no lugar. Se essa unidade também tem pouco espaço, a terceira unidade será utilizada. Se todas as unidades tem pouco espaço, a unidade com mais espaço livre será escolhida para criar os novos arquivos.

Se resolver adicionar ao fstab para a montagem automática durante o boot, você pode adicionar a seguinte linha:

mhddfs#/mnt/hdd1,/mnt/hdd2,/mnt/hdd3 /mnt/virtual fuse defaults,allow_other 0 0

Bem, esse não é o método mais adequado de se criar um array de discos, mas em muitas situações da vida de um Sysadmin isso poderá ser muito útil. É sempre bom ter uma carta na manga :-)


Fonte: http://www.dicas-l.com.br

Um abraço e até a próxima!!!

11 de fev de 2009

Entendendo o Puppy Linux

O Puppy Linux é uma distribuição minimalista independente, que utiliza um sistema próprio de gerenciamento de pacotes, oferecendo um sistema bastante simples, onde você pode manipular diretamente os componentes e entender como as coisas funcionam.

Leia mais...

Fonte: www.gdhpress.com.br

Um abraço e até a próxima!

9 de fev de 2009

Neverball 1.5.0

Neverball é um divertido jogo de habilidade em 3D, no qual você deve controlar uma bola até que ela chegue ao final de cada um dos níveis, tendo de faze-lo o mais rápido possível e coletando o maior número de moedas.
Fazia muito tempo que o jogo não era atualizado, mas a espera foi merecida. Agora podemos desfrutar de 3 conjuntos de novos níveis, redesenharam alguns que já existiam e incluídos níveis desbloqueáveis. a performance da engine foi melhorada com os reflexos ativados e foi incluído suporte para traduções. A lista completa de mudanças pode ser vista no aqui, no changelog.

Essa atualização não veio sozinha! O seu projeto gêmeo, o Neverputt (um jogo de minigolf que vem incluido), também teve sua engine atualizada e incluídos quatro novos cricuitos.

Você pode baixar o código fonte para compilar na seção de downloads do Neverball(link logo
abaixo), o que inclui 141 novos níveis para o Neverball e 134 para o Neverputt.

Nome: Neverball
Versão: 1.5.0
Gênero: Habilidade
Licença: GPL
Plataformas: GNU/Linux, Windows, MacOS X, FreeBSD
Web Oficial: Neverball
Download: http://neverball.org/download.php

Fonte: http://www.linuxjuegos.com

Um abraço e até a próxima!

8 de fev de 2009

Internet 3G no Sidux linux!

Já tenho alguns artigos publicados aqui sobre como configurar internet 3G no linux.
Mas como me identifiquei muito com essa distro, resolvi publicar sobre como configurar 3G pra ela, o que também vale para outras distros baseadas em debian.

Vamos lá!

Em primeiro lugar devemos plugar o modem e nos certificar de que o sistema reconheceu adequadamente o dispositivo.

Conectado, digite o seguinte comando: $dmesg | grep modem

Deve aparecer algo como o print abaixo. O que nos interessa é a linha em destaque.
Vemos no print que o modem GSM foi reconhecido. Caso não tenha sido reconhecido, de uma olhada em meus outros artigos sobre 3G.

O Sidux (acho que todas as distros) vem com o wvdial instalado. Ele é um discador padrão, configurado por um arquivo. Vamos fazer isso.

De o seguinte comando, como root: #mousepad /etc/wvdial.conf
*Usei o editor mousepad, padrão do sidux, mas você pode utilizar o gedit, nano, etc;

Cole o seguinte texto dentro dele, apagando tudo o que tem dentro. Se atente para os comentários em vermelho.

[Dialer 3g]
Modem = /dev/ttyUSB0
Baud = 921600
DialCommand = ATDT
Check Def Route = on
FlowControl = Hardware(CRTSCTS)
Username = username
Password = senha
Phone = *99#
Stupid mode = 1
Auto Reconnect = on
Auto DNS = on
Init1 = ATZ
Init2 = ATQ0 V1 E1 S0=0 &C1 &D2
Init3 = AT+CGDCONT=1,"IP","apn"
ISDN = 0
Modem Type = Analog Modem

Vamos aos comentários em vermelho. Seguem alguns exemplos, substitua pelo da sua operadora:

Claro digital:
Usuário/senha: claro
Phone (número a ser discado): *99***1#
APN: bandalarga.claro.com.br

Brasil Telecom:
Usuário/senha: brt
Phone (número a ser discado): *99#
APN: brt.br

Vivo:
Usuário/senha: vivo
Phone (número a ser discado): *99#
APN: zap.vivo.com.br

Tim:
Usuário/senha: tim
Phone (número a ser discado): *99# ou *99***1#(para os planos edge)
APN: tim.br

Depois de devidamente configurado, salve o arquivo e de o seguinte comando: wvdial 3g
Ele discará e você já estará conectado.

Depois de conectar, recomendo que baixe o gnome-ppp e o configure. Ele é um discador com uma interface grafica e, depois de conectado, fica no systray.
Configure-o assim:




Caso ainda não dê certo, deixo uns links para darem uma olhada:
http://www.mundolunga.com/search/label/3g
http://www.guiadohardware.net/tutoriais/3g-linux/

Um abraço e até a próxima!

6 de fev de 2009

Listão de emuladores pro Linux!


Para quem tem saudade de algum video-game.. segue um listão dos emuladores de consoles disponíveis pra linux!



Amstrad CPC - Arnold (http://arnold.emuunlim.com/)

Apple Mac - QEmu (http://fabrice.bellard.free.fr/qemu/)
Basilisk II (http://basilisk.cebix.net/)

Arcade
- Mame (http://www.mame.net/)
X-Mame (http://x.mame.net/)
Modeler (http://www.emuhype.com/)
Raine (http://www.rainemu.com/)
Zinc (http://www.emuhype.com/)

Atari 2600 - Stella (http://stella.sourceforge.net/)
Z26 (http://www.whimsey.com/z26/)

Atari 800/800 XT - Atari800 (http://atari800.sourceforge.net/)

Atari 5200 - KAT5200 (http://home.cfl.rr.com/jberlin/kat5200/)
Atari800 (http://atari800.sourceforge.net/)

Atari St - Steem (http://steem.atari.st/)

Coleco Vision - Meka (http://www.smspower.org/meka/)
ColEM (http://fms.komkon.org/ColEm/)

Commodore C16/Plus4 - VICE (http://www.viceteam.org/)

Commodore C64 - VICE (http://www.viceteam.org/)

IBM PC - ScummVM (http://scummvm.sourceforge.net/)
Bochs (http://bochs.sourceforge.net/)
QEmu (http://fabrice.bellard.free.fr/qemu/)
Frotz (http://frotz.sourceforge.net/)

Mattel Intellivision - Bliss (http://bliss.kylesblog.com/)
jzIntv (http://spatula-city.org/~im14u2c/intv/dl/)

Milton Bradley Vectrex - ParaJVE (http://vectrex-emu.blogspot.com/)

MSX - openMSX (http://openmsx.sourceforge.net/)
fMSX (http://fms.komkon.org/fMSX/)

NEC PC-Engine - Hu-Go! (http://www.zeograd.com/)

NES 8 bits - FCE Ultra (http://fceultra.sourceforge.net/)
FakeNES (http://fakenes.sourceforge.net/)
EmilNEs (http://usuarios.lycos.es/emilnes/)

Nintendo Game Boy - KiGB (http://kigb.emuunlim.com/)
VisualBoy Advance (http://vba.ngemu.com/)
GnuBoy (http://gnuboy.unix-fu.org/)

Nintendo SuperNES - ZSNES (http://www.zsnes.com/)
SNES9x (http://www.snes9x.com/)
SNEeSe (http://sneese.sourceforge.net/)

Nintendo Virtaul Boy - RealityBoy (http://www.goliathindustries.com/vb/)

Nintendo 64
- mupen64 (http://mupen64.emulation64.com/)

Nintendo Game Boy Advance - VisualBoyAdvance (http://vba.ngemu.com/)
Boycott Advance (http://www.innoveware.com/)

Nintendo Game Cube
- GCube (http://gcube.exemu.net/)

Nintendo DS - DeSmuME (http://desmume.sourceforge.net/)
iDeaS (http://spazioinwind.libero.it/linoma/ideas.html)

Sega Master System / Sega Game Gear
- Meka (http://www.smspower.org/meka/)
Osmose (http://bcz.emu-france.com/)

Sega Gensis/Sega CD/32X - Gens (http://gens.consolemul.com/)
HazeMD (http://haze.mameworld.info/)
DGen (http://www.finalburn.com/)

Sega Saturn - Yabause (http://yabause.sourceforge.net/)

SNK Neo-Geo - GnGeo (http://gngeo.berlios.de/)

SNK Neo-Geo Pocket - NeoPop (http://www.emuxhaven.net/~neopop/)

Sony Playstation - EpsxE (http://www.epsxe.com/)

Sony Playstation 2 - PCSX2 (http://www.pcsx2.net/)

Multisistemas:

Mess: Suporta MUITOS (mesmo!!) sistemas, visite http://www.mess.org/ para ver a lista completa. Tem a variante X-Mess também (http://x.mame.net/).

Xe (http://www.xe-emulator.com/):
* SG-1000
* Famicom & Famicom Disk System / NES
* Mark III / Master System
* PC Engine & PC Engine CD-ROM2 / Turbo Grafx 16 & Turbo Grafx CD
* Mega Drive & Mega CD / Genesis & Sega CD
* Super Famicom / SNES
* Neo Geo
* Neo Geo CD
* CPS Changer
* Game Boy & Game Boy Color
* Game Gear
* Neo Geo Pocket & Neo Geo Pocket Color
* Wonder Swan & Wonder Swan Color

Mednafen:
* Atari Lynx
* GameBoy
* GameBoy Color
* GameBoy Advance
* NES
* PC Engine(TurboGrafx 16)
* SuperGrafx
* Neo Geo Pocket / Neo Geo Pocket Color
Fonte: http://ubuntuforum-br.org, postado pelo usuário hypnnos

Um abraço e até a próxima!

5 de fev de 2009

Paraná vai integrar unidades de saúde pública com Linux

Um mecanismo para sistematizar o fluxo da assistência de saúde pública de forma integrada, melhorando a regulação do setor e otimizando a rotina nas unidades. Esse é o Gestão de Assistência da Saúde do SUS (GSUS), que estabelece uma infraestrutura de software para garantir a interoperabilidade e a regularização dos atendimentos hospitalar, ambulatorial, laboratorial e farmacêutico. O projeto é uma iniciativa da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (Sesa), desenvolvida pela Companhia de Informática do Paraná (Celepar). O módulo ambulatorial do sistema está implantado Centro Hospitalar de Reabilitação do Paraná, em Curitiba, desde setembro de 2008.

De acordo com Antônio Francisco Peixoto Baptista, diretor de Unidades Próprias da Secretaria Estadual de Saúde, a utilização de módulo do GSUS em projeto-piloto no Centro Hospitalar de Reabilitação do Paraná tem um balanço positivo. “Verificamos de imediato uma mudança de mentalidade e de hábitos nos funcionários ao incorporarem o sistema em suas tarefas diárias. Isto contribuiu muito para uma estruturação organizacional adequada e resultou em qualidade e rapidez na obtenção da informação e no atendimento aos usuários”, comenta.

Para Dirceu Grein, analista de sistema da Celepar responsável pelo GSUS, os cidadãos usuários do Sistema Único de Saúde são os principais beneficiados. “Suas informações de prontuários e de serviços da assistência de saúde estarão disponíveis e integrados entre os hospitais públicos do estaduais e a Central de Marcação de Consultas e Regulação de Internação. Dessa forma, o sistema possibilitará a resolução das filas de assistência de saúde de forma mais ágil”, afirma.

O diretor da Sesa afirma que, ao promover a integração dos processos organizacionais na unidade de saúde, o GSUS permite um eficiente monitoramento dos resultados e contribui para a qualidade dos produtos e serviços oferecidos. “Além disso, essa solução propicia um sistema de informações gerenciadas, integração dos custos hospitalares e tecnologia avançada. Com o GSUS, a melhora da performance da unidade é evidente. Ela passa a dispor de informações rápidas e precisas, que permitem um crescimento de modo racional e equilibrado, com mecanismos seguros de controle”, adiciona.

Baptista conta que a próxima unidade a receber o GSUS será o Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá (PR). A implantação do sistema está prevista para abril de 2009. Segundo ele, a proposta do Governo do Paraná é consolidar um sistema de informatização padronizado que integre todas as unidades hospitalares estaduais próprias. “O objetivo é que se forme um organismo íntegro e completo, que propicie otimizações, desburocratização, agilização, precisão e redução de custos com um salto de qualidade. Essa padronização auxiliará na tomada de decisões médicas, paramédicas, farmacêuticas, laboratoriais, administrativas, financeiras etc.”, avalia.

Como funciona

O sistema é direcionado ao governo estadual, mas em alguns módulos a solução pode interagir com os municípios e prestadores de serviços do SUS. “Neste caso, os municípios e prestadores poderão utilizar parte do sistema ou mesmo de forma integral. Isso dependerá de cada município, pois alguns têm soluções já implantadas e outros, não”, explica Baptista.

Segundo Grein, a iniciativa piloto do GSUS é baseada em Linux. No entanto, a solução está sendo desenvolvida para plataforma web sem nenhum componente proprietário, o que, segundo ele, é uma das principais vantagens para a aquisição dessa ferramenta. “Esse é um projeto que está sendo construído sem nenhum componente de software proprietário, ou seja, não é necessário obter licença”, enfatiza.

Grein conta que o GSUS será registrado como Licença Pública Geral quando os módulos ainda em desenvolvimento forem concluídos. Dessa forma, será possível utilizar a solução sem custos de aquisição. Não estão previstas ações para estimular adesão ao sistema pelas prefeituras e prestadores de serviços do SUS: só o futuro oferecimento da solução sem a necessidade de adquirir software já seria o estímulo para os municípios implantarem a novidade. “Esse já é um grande incentivo, considerando-se os custos de desenvolvimento de sistemas desse porte”, completa Baptista.

Fonte: http://www.softwarelivreparana.org.br

Um abraço e até a próxima!

Google Earth 5.0 (beta) para Linux



Todos já sabem que está disponível a versão 5.0 do Google Earth que, talvez seja, o software cartográfico mais avançado que existe.
Nessa versão está apresentando novidades surpreendentes, como a navegação submarina e a possibilidade de explorar a superfície de Marte!


Download:

  • Versão 5.0 (beta): Aqui
Instalando no linux:

Baixe o arquivo para linux (.bin);

Dê permissão de execução: $sudo chmod +x GoogleEarthLinux.bin
Execute-o:
./GoogleEarthLinux.bin

Após concluir o assistente de instalação, podemos executar o programa.

Caso apareça este erro ao executar...
./googleearth-bin: relocation error: /usr/lib/i686/cmov/libssl.so.0.9.8: symbol BIO_test_flags, version OPENSSL_0.9.8 not defined in file libcrypto.so.0.9.8 with link time reference

...criamos um link simbólico para resolver:
$ln -s /usr/lib/libcrypto.so libcrypto.so.0.9.8

Um abraço e até a próxima!

PGE-CE: 100% Linux (inclusive nos Desktops)

A Procuradoria-Geral do Estado do Ceará alcançou, neste mês de janeiro, a grande meta de migrar todas as suas estações de trabalho para Software Livre (SL). São quase 400 desktops utilizando a distribuição linux OpenSuse, enquanto nos servidores foi adotado o Suse Linux Enterprise Server 10. O último computador foi migrado no dia 23.

A conversão para o sistema operacional livre começou a ser realizada na PGE em 2007, sendo intensificada no ano seguinte, quando foram tomadas diversas medidas para que a implantação de SL na casa fosse realizada da melhor maneira possível. Foi preciso modificar uma cultura a muito arraigada no dia-a-dia das pessoas, principalmente em relação às que estavam chegando (e que não eram poucas).

O feito foi idealizado pelo coordenador de TI Alcy Pinheiro conjuntamente com Francisco Carlos (Chiquinho), Assessor Especial de Tecnologia da Informação do Gabinete do Governador, tendo o apoio irrestrito do Procurador-Geral do Estado, Dr. Fernando Oliveira.

Fonte: http://www.noticiaslinux.com.br
http://www.pge.ce.gov.br/site/index.php/noticias/175-pge-100-software-livre

3 de fev de 2009

Gmail offline: Disponível!

O tão esperado gmail offline já está disponível para utilização, mas somente para a língua inglesa.
Pode-se dar um jeitinho, instalando ele pela língua inglesa e depois trocar para português-br.
Um detalhe é que somente precisa instalar um complemento para o firefox (google gears). É instalado automaticamente, com sua permissão. No artigo abaixo informa que é preciso instalar o google gears, mas na verdade é só o complemento.

Já é possível utilizar a funcionalidade offline do Gmail, lançada na semana passada, mas ainda em beta. No entanto, é preciso, antes, instalar o plug-in Gears e mudar a língua de seu e-mail para inglês. Confira um passo-a-passo:
leia mais...
Fonte: Pcworld

Um abraço e até a próxima!

2 de fev de 2009

Lançado ATI Catalyst 9.1 Proprietary Linux x86 Driver

Já faz alguns dias que foi lançado uma atualização dos drivers ATI/AMD pro Tux.
Não há relato de melhoria de performance, somente de correção de bugs.

Segue as novas características:

New Features
  • Support for New Linux Operating Systems
  • Full OpenGL™ 3.0 Support
  • Hybrid CrossFire™ support for Linux
  • Multiview Support

Support for New Linux Operating Systems
  • Ubuntu 8.10 production support
Full OpenGL™ 3.0 Support
The following is a list of OpenGL™ 3.0 extensions added in Catalyst 9.1:
• ARB_framebuffer_object
• ARB_half_float_vertex
• ARB_texture_rg
• EXT_texture_array
• EXT_texture_integer
• EXT_transform_feedback
• NV_conditional_render
• WGL/GLX_create_context (for new 3.0 contexts)
• GLSL 1.3
• ARB_color_buffer_float
• ARB_vertex_array_object
• EXT_draw_buffers2

Hybrid CrossFire™ support for Linux
  • This release of Catalyst™ introduces Hybrid Graphics support. Hybrid Graphics
  • delivers a significant 3D performance boost for systems featuring an AMD
  • 780G/780D integrated graphics motherboard and an ATI Radeon HD 3400 Series
  • or ATI Radeon HD 2400 Series graphics accelerator.
Multiview Support
  • This release of ATI Catalyst™ Linux enables users to render applications using a
  • multiple GPU configuration with independent displays
  • Multview can be enabled using single or multiple GPU configurations with
  • Xinerama disabled
Download:
http://ati.amd.com/support/driver.HTML


Mais direto ainda: http://ati.amd.com/support/drivers/linux/linux-radeon.html

Um abraço e até a próxima!